Adaptando seu gatinho a um gato recém chegado em sua casa


Você tem medo de adotar um novo gatinho e seu filho felino não aceitar? Acredite em mim, não tem necessidade. Leia com calma...já fiz e acompanhei a adaptação de dezenas de gatos e, acredite, vale muito a pena pois eles viram melhores amigos.

Adotou um novo gatinho? Então o primeiro passo é levá-lo ao vet para fazer um check up. Uma vez verificada sua saúde, separe-o em um cantinho de sua casa para isolá-lo de seu gatinho. Os gatos são territorialistas e nem sempre aceitam de primeira o recém chegado. O isolamento é importante para tornar o processo de adaptação gradativo e o menos traumático possível. Deixe a ansiedade por conta deles: o dono tem que estar tranquilo e se organizar pra que tudo corra bem no período de adaptação. Não pule etapas, ou ficará tudo mais difícil. Separou um cantinho pro novato? Então vamos lá!


O processo de apresentação é muito importante. Para os felinos, as primeiras impressões são as que ficam. Você precisará de tempo e paciência. Você pode disponibilizar um paninho ou um cobertorzinho para cada um. O gatinho que já morava com você ganhará um, o gatinho novato ganhará outro. Deixe que passem o dia ou durmam com o paninho. No dia seguinte, troque os paninhos entre eles e deixe que um durma com o paninho que era do outro. Deixe também que o gatinho novo explore a casa e deixe seu gatinho mais antigo preso nos aposentos do novato. Abra uma brecha da porta para que se vejam, mas bem pouquinho.

Amarre dois brinquedinhos ou bolinhas de papel nas duas extremidades de um barbante, passe o barbante por debaixo da porta e observe se eles vão brincar. Esta interação é super importante, mesmo que com a porta fechada.

Repita sempre que possível o procedimento do paninho com o cheiro de um e de outro e as brincadeiras com o barbante por debaixo da porta. Quando for estimular a brincadeira, dê um pouco de sachê para cada um, para que eles associem este momento a algo prazeroso. Faça com que esse processo se repita enquanto você ainda sentir que eles se stressam muito com o cheiro do outro ou até mesmo enquanto você não se sentir seguro para a apresentação.

Depois deste momento inicial, deixe que o gato novo saia do confinamento e dê uma volta pela casa, mas sempre supervisionando. Se se sentir mais seguro, segure ele ou o seu gatinho mais velho no colo...vá sentindo a reação quando aproximar os dois, evite apresentações bruscas, que podem fazer o processo andar todo pra trás. Pense que é um dia de cada vez, um passo de cada vez. A cada encontro que eles tiverem, fale com a voz calma, não demonstre nervosismo, não brigue com o gato que bater no outro, faça tudo com muita tranquilidade. Dê atenção especial ao gato residente, é o território dele que está sendo invadido. Aliás, quanto mais atenção ele tiver melhor, pois assim associa a chegada do novo irmão a algo positivo. A apresentação deve ser a mais gradual possível para evitar medo ou agressividade. Jamais repreenda ou use um tom de bronca quando estiverem juntos, eles devem associar os encontros entre eles a algo bem tranquilo.

Pode ser que eles fiquem bem agressivos no início, mostrem postura de ataque, bufem, rosnem, mas isso pode também ser só uma maneira de intimidar o outro. Caso esses sinais fiquem muito intensos e aumentem, separe os dois jogando uma almofada ou tenha em mãos um borrifador de água para evitar que briguem...depois deixe-os separados por um dia e depois recomece o processo. Pode ser que algum deles fique agressivo nesse inicio e desconte até em você, basta deixá-lo isolado até que se acalma e depois recomece tudo com calma. Acredite, funciona e em breve eles serão melhores amigos.

Dicas retiradas do grupo "Comportamento Felino", do facebook:

Vamos falar sobre a inserção de um novo gato na família?
Vejo muito em outros grupos pessoas orientando a soltar o gato dentro de casa ou do gatil e deixar que se virem, sabemos que esse não é o melhor método e que pode trazer prejuízos aos gatos tanto físicos como comportamentais aos já residentes como aos novatos. É uma faca de dois gumes, soltá-lo já de cara com os gatos que moram na casa tanto pode dar milagrosamente certo como pode ser uma tragédia que acabara em gatos machucados.
Vou listar aqui na postagem alguns métodos que aprendi com minhas leituras e peço que os integrantes do grupo compartilhem dicas e links abaixo de como inserir um novo gato em casa.

1-Sempre separe o gato novo dos demais. Pode ser em um cômodo específico. A apresentação será gradual.
2- Associação olfativa:
Utilize sachê, patê, frango desfiado fica a seu critério, coloque em duas tigelas ( ou mais dependendo da quantidade de gatos que tem em casa).
Coloque atrás da porta para o gato novo que está separado dos demais, do lado oposto da porta coloque para os já residentes. Esse exercício pode ser realizado várias vezes. Os gatos vão associar o cheiro deles ao do alimento, sendo assim ligando a coisas boas.
Outra forma é utilizado panos com cheiro de ambos os gatos, passe os panos sobre o pelo dos gatos e faça uma troca colocando o do novato para os veteranos e dos veteranos para o novato.
3- Deixar que o novo gato conheça toda a casa sob supervisão.
4- Brincadeiras em grupo
Nas brincadeiras podem ser utilizando aquelas varas com penas nas pontas, as que simulam uma caça, a brincadeira pode ser realizada já com todos os gatos soltos no ambiente.
5-Catnip e Feliway pode ser usado para acalmar os ânimos.




Um comentário:

  1. Muito legal seu site, adorei essa matéria de como receber novos gatinhos em casa.

    Ontem bateram tanto no meu gato que quebrou costela, boca e até o olhinho saiu para fora, foi terrível e ficou o trauma.

    Tinha dois gato e agora somente 1 :( Mais já estou pensando em adotar outro. Vi um hoje na casa de ração e me apaixonei, talvez amanhã eu pegue ele :)

    Vou ler mais coisas em seu blog.

    ResponderExcluir